Interessante

VBScript, a linguagem do administrador do sistema

VBScript, a linguagem do administrador do sistema

Veteranos do Visual Basic real podem se lembrar de como codificar pequenos programas em lotes do DOS que automatizariam o seu PC. Antes do Windows (alguém pode se lembrar disso agora?), Havia livros inteiros escritos sobre arquivos em lotes do DOS, porque eram simples e qualquer um poderia sacar um desses pequenos arquivos de texto com o Edit. (Editar é o que os programadores usavam antes do Bloco de notas e ainda está disponível se você quiser experimentá-lo. Basta digitar "Editar" no prompt de comando do DOS.)

Você não era nenhum técnico, a menos que tivesse escrito seu próprio arquivo em lotes para iniciar seus programas favoritos em um menu do DOS. "Automenu" era uma daquelas empresas iniciantes de mesa de cozinha naquela época. Saber que poderíamos ficar empolgados - "Gee Whiz" - a capacidade de iniciar programas a partir de um menu deve ajudar a entender por que o Windows foi tão revolucionário.

Mas, de fato, as versões anteriores do Windows deram um passo atrás precisamente porque não nos deram uma maneira "Windows" de criar esse tipo de automação de área de trabalho. Ainda tínhamos arquivos em lote - se estivéssemos dispostos a ignorar o Windows. Mas se quiséssemos usar o Windows, a alegria de escrever um código simples que tornava seu computador mais pessoal simplesmente não estava lá.

Tudo isso mudou quando a Microsoft lançou WSH - Host de scripts do Windows. É muito mais do que apenas uma maneira de escrever programas simples. Este breve tutorial mostrará como usar o WSH, e veremos como o WSH é muito, muito mais do que os arquivos em lote do DOS jamais sonharam em mostrar como usar o WSH para administração de computadores essenciais.

01de 05

"Hosts" do VBScript

Microsoft / Wikimedia Commons / Domínio Público

Se você está apenas aprendendo sobre o VBScript, pode ser meio confuso descobrir onde ele "se encaixa" no mundo da Microsoft. Por um lado, a Microsoft atualmente oferece três 'hosts' diferentes para o VBScript.

  • Internet Explorer (IE)
  • Servidor de Informações da Internet (IIS)
  • Host de scripts do Windows (WSH)

Como o VBScript é interpretado, deve haver outro programa que forneça o serviço de interpretação. Com o VBScript, esse programa é chamado de 'host'. Portanto, tecnicamente, o VBScript é três linguagens diferentes, porque o que ele pode fazer depende inteiramente do que o host suporta. (Porém, a Microsoft garante que eles sejam praticamente idênticos.) O WSH é o host do VBScript que funciona diretamente no Windows.

Você pode estar familiarizado com o uso do VBScript no Internet Explorer. Embora quase todo HTML na Web use Javascript, já que o VBScript é suportado apenas pelo IE, o uso de VBScript no IE é como Javascript, exceto que, em vez de usar a instrução HTML…

SCRIPT idioma = JavaScript

... você usa a declaração ...

Linguagem SCRIPT = VBScript

… E codifique seu programa no VBScript. Isto é uma boa idéia se você pode garantir que IE será usado. E o único momento em que você pode fazer isso é geralmente para um sistema corporativo em que apenas um tipo de navegador é permitido.

02de 05

Limpando Alguns "Pontos de Confusão"

Outro ponto de confusão é que existem três versões do WSH e duas implementações. Windows 98 e Windows NT 4 implementaram a versão 1.0. A versão 2.0 foi lançada com o Windows 2000 e a versão atual está numerada em 5.6.

As duas implementações são uma que funciona a partir de uma linha de comando do DOS (chamada "CScript" para script de comando) e outra que funciona no Windows (chamada "WScript"). Você pode usar o CScript apenas em uma janela de comando do DOS, mas é interessante observar que grande parte da administração de sistemas de computadores do mundo real ainda funciona dessa maneira. Também pode ser confuso descobrir que o objeto WScript é essencial para muitos códigos que normalmente são executados no CScript. O exemplo mostrado posteriormente usa o objeto WScript, mas você pode executá-lo com o CScript. Apenas aceite-o como talvez um pouco estranho, mas é assim que funciona.

Se o WSH estiver instalado, você pode executar um programa VBScript clicando duas vezes em qualquer arquivo que possua o vbs extensão e esse arquivo será executado pelo WSH. Ou, para ainda mais conveniência, você pode agendar quando um script será executado com o Agendador de Tarefas do Windows. Em parceria com o Agendador de tarefas, o Windows pode executar o WSH e um script automaticamente. Por exemplo, quando o Windows inicia, ou todos os dias em um horário específico.

03de 05

Objetos WSH

O WSH é ainda mais poderoso quando você usa objetos para coisas como gerenciar uma rede ou atualizar o registro.

Na próxima página, você verá um pequeno exemplo de um script WSH (adaptado de um fornecido pela Microsoft) que usa o WSH para criar um atalho na área de trabalho para o programa do Office, o Excel. (Certamente existem maneiras mais fáceis de fazer isso - estamos fazendo isso para demonstrar scripts.) O objeto que esse script usa é 'Shell'. Este objeto é útil quando você deseja executar um programa localmente, manipular o conteúdo do registro, criar um atalho ou acessar uma pasta do sistema. Esse código em particular simplesmente cria um atalho na área de trabalho para o Excel. Para modificá-lo para seu próprio uso, crie um atalho para outro programa que você deseja executar. Observe que o script também mostra como definir todos os parâmetros do atalho na área de trabalho.

04de 05

O código de exemplo

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
defina WshShell = WScript.CreateObject ("WScript.Shell")
strDesktop = WshShell.SpecialFolders ("Área de trabalho")
set oShellLink = WshShell.CreateShortcut (strDesktop _
& " MyExcel.lnk")
oShellLink.TargetPath = _
"C: Arquivos de Programas Microsoft Office OFFICE11 EXCEL.EXE"
oShellLink.WindowStyle = 1
oShellLink.Hotkey = "CTRL + SHIFT + F"
oShellLink.IconLocation = _
"C: Arquivos de Programas Microsoft Office OFFICE11 EXCEL.EXE, 0"
oShellLink.Description = "Meu atalho do Excel"
oShellLink.WorkingDirectory = strDesktop
oShellLink.Save
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

05de 05

Executando o exemplo ... e o que vem a seguir

Para experimentar esse script, basta copiá-lo e colá-lo no Bloco de Notas. Em seguida, salve-o usando qualquer nome ... como "CreateLink.vbs". Lembre-se de que o Bloco de notas adicionará ".txt" aos arquivos automaticamente em alguns casos e a extensão do arquivo deve ser ".vbs". Em seguida, clique duas vezes no arquivo. Um atalho deve aparecer na sua área de trabalho. Se você fizer novamente, apenas recria o atalho. Você também pode iniciar o prompt de comando do DOS e navegar até a pasta em que o script foi salvo e executá-lo com o comando…

cscript scriptfilename.vbs

… Onde "scriptfilename" é substituído pelo nome que você usou para salvá-lo. Veja o exemplo mostrado na captura de tela acima.

De uma chance!

Um cuidado: os scripts são muito usados ​​por vírus para fazer coisas ruins no seu computador. Para combater isso, seu sistema pode ter um software (como o Norton AntiVirus) que exibirá uma tela de aviso quando você tentar executar este script. Basta selecionar a opção que permite que esse script seja executado.

Embora o uso do VBScript nesse modo seja ótimo, a recompensa real para a maioria das pessoas é usá-lo para automatizar sistemas como WMI (Windows Management Instrumentation) e ADSI (Active Directory Service Interfaces).

Assista o vídeo: Curso básico de VBScript aula 16 Controle de Fluxo. If Then Else (Fevereiro 2020).